Chanceleres de França e Alemanha pedem cessar-fogo em Gaza

Berlim - Os chanceleres da Alemanha, Frank Walter Steinmeier, e da França, Bernard Kouchner, pediram hoje a israelenses e palestinos que declarem imediatamente um cessar-fogo e aceitem a última resolução das Nações Unidas sobre o conflito de Gaza.

EFE |

  • Veja a galeria de fotos do conflito em Gaza
  • A vida de um menino de 12 anos em Gaza
  • Veja o mapa da região do conflito
  • Entenda o conflito na Faixa de Gaza entre Israel e Hamas
  • Os acontecimentos desde a retirada israelense em 2005
  • Fala, internauta: tem relatos ou fotos de Gaza? Envie para o Minha Notícia
  • "Diante da violência permanente e da grave crise humanitária em Gaza fazemos uma chamada a um imediato cessar-fogo humanitário", assinala uma declaração conjunta dos ministros divulgada hoje, na qual louvam os esforços mediadores do Egito.

    A nota diz que "como exige a resolução 1860 do Conselho de Segurança das Nações Unidas, os combates devem ser suspensos agora para acabar com o sofrimento de todos os civis".

    "Deve ser aproveitado também para criar as condições para um cessar-fogo permanente que garanta a segurança da população em Gaza e Israel", acrescenta a mensagem, que exige "atuação rápida".

    O comunicado se torna público coincidindo com a viagem que Steinmeier realiza atualmente pelo Oriente Médio, na busca por pressionar as partes envolvidas no conflito e conseguir o fim dos combates.

    Não temos tempo a perder"

    O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, que chegou ao Egito nesta quarta-feira, voltou a pedir o cessar-fogo imediato na Faixa de Gaza e prometeu redobrar seus esforços para assegurar o fim da ofensiva.

    Reuters

    Mais de mil pessoas morreram no conflito, segundo fontes palestinas


    "Peço às duas partes que cessem os combates já, pois não há tempo a perder", afirmou Ban Ki-moon aos jornalistas, depois de um encontro com o presidente egípcio Hosni Mubarak no início de uma viagem pelo Oriente Médio.

    O encontro com Mubarak, no Cairo, foi a primeira parada de Ban em uma visita que incluirá ainda Jordânia, Israel, Turquia, Líbano, Síria, Kuweit e Cisjordânia.

    Segundo a ONU, Ban começou sua viagem "frustrado e preocupado" com as recusas do governo de Israel e do movimento palestino Hamas de acatar a resolução do Conselho de Segurança da ONU.

    Em meio ao conflito em Gaza, uma nova gravação com uma voz atribuída ao líder da rede extremista Al-Qaeda, Osama Bin Laden, foi divulgada nesta quarta-feira.

    Na gravação, Bin Laden convoca uma "guerra santa" para combater a ofensiva de Israel. A autenticidade da gravação, divulgada por sites islâmicos, não pôde ser verificada.

    Leia também

    Vídeos

    Opinião

    Leia mais sobre: Oriente Médio

      Leia tudo sobre: faixa de gaza

      Notícias Relacionadas


        Mais destaques

        Destaques da home iG