Chanceler reitera que idéia de base dos EUA na Colômbia está descartada

O ministro das Relações Exteriores da Colômbia, Jaime Bermúdez, descartou hoje a possibilidade de que seja construída no país uma base militar americana.

EFE |

"O ministro da Defesa, Juan Manuel Santos, expressou que a Colômbia não terá uma nova base militar dos Estados Unidos, mas consolidará os mecanismos de cooperação com este país", disse Bermúdez.

As declarações do chefe da diplomacia colombiana ocorrem depois que o embaixador americano em Bogotá, William Brownfield, revelou que Washington está consultando países, como a Colômbia, para transferir a base de Manta, no Equador, depois que Quito solicitou a retirada.

"Meu Governo aceita a decisão dessa nação (Equador) e lamenta o fato, se for levado em conta que no local se desenvolve uma missão importante para o controle das drogas, não só para os Estados Unidos, mas para todo o hemisfério", disse Brownfield.

O Governo do Equador notificou na terça-feira passada a Administração americana, de maneira oficial, que deve desocupar a base militar de Manta em novembro do próximo ano.

Quito deu aviso à embaixada americana de sua decisão para dar por concluído o acordo de cooperação bilateral assinado em 12 de novembro de 1999 sobre o uso da base em Manta, situada no oeste do Equador e destinada à luta contra o narcotráfico na região.

Leia mais sobre Colômbia

    Leia tudo sobre: colômbia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG