Chanceler peruano diz que Morales é guardião do nacionalismo

LIMA (Reuters) - O presidente da Bolívia, Evo Morales, está assumindo o papel de guardião zeloso do nacionalismo na América Latina, disse na quarta-feira o chanceler do Peru, José García Belaunde, em outro episódio na crescente crise diplomática entre os dois países. Na véspera, o presidente peruano, Alan García, havia dito a frase Por que não se cala? a Morales, depois de comentários do presidente boliviano sobre uma suposta instalação de uma base militar dos Estados Unidos no Peru, o que levou o governo de Lima a consultar seu embaixador em La Paz.

Reuters |

Morales replicou, acusando García de ser 'antidemocrático'.

'Creio que o presidente Morales tem uma personalidade muito ideológica e está assumindo uma espécie de papel de guardião zeloso do nacionalismo na região', disse García Belaunde em uma entrevista à radio local CPN.

O chanceler afirmou que se reunirá em Lima nas próximas horas com o embaixador peruano na Bolívia, Fernando Rojas, para 'revisar' as relações com o país vizinho e projetar os próximos passos da relação.

(Reportagem de Marco Aquino)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG