Caracas, 28 jun (EFE).- A chanceler de Honduras, Patricia Rodas, pediu hoje o apoio da comunidade internacional e conclamou o povo hondurenho a resistir ao sequestro do presidente Manuel Zelaya.

Rodas, que disse estar "sitiada", declarou à rede de TV multiestatal "Telesur", com sede na Venezuela, que o paradeiro de Zelaya é desconhecido.

A chanceler também pediu à população que se concentre em frente à residência presidencial, na capital Tegucigalpa. EFE eb/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.