Chanceler guatemalteco condena morte de advogado e defende Colom na OEA

O ministro das Relações Exteriores da Guatemala, Haroldo Rodas, condenou nesta quarta-feira o assassinato do advogado Rodrigo Rosenberg e rebateu as acusações da própria vítima, que antes de ser assassinado gravou um vídeo em que acusava o presidente Álvaro Colom pelo crime, no plenário da Organização dos Estados Americanos (OEA).

AFP |

"O governo da Guatemala reitera sua mais enérgica condenação por este vil e covarde assassinato, ao mesmo tempo que rejeita categoricamente as especulações que vinculam o presidente, assim como a primeira-dama da nação e o secretário particular", afirmou Rodas na OEA.

jz/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG