não muito otimista em caso Ingrid Betancourt - Mundo - iG" /

Chanceler francês não muito otimista em caso Ingrid Betancourt

O chanceler francês Bernard Kouchner reconheceu nesta sexta-feira que não está muito otimista em relação às chances de uma libertação a curto prazo da refém franco-colombiana Ingrid Betancourt, mas deixou claro que considerava útil sua recente viagem por três países sul-americanos.

AFP |

"Não estou muito otimista" a respeito das chances de libertação a curto prazo de Ingrid Betancourt, reconheceu Kouchner em entrevista concedida à rádio privada RTL. "Mas creio que o que temos feito para retomar contato com os três países é nosso dever", acrescentou.

Na segunda-feira desta semana, o chanceler francês iniciou uma viagem de três dias por Colômbia, Equador e Venezuela para tentar retomar o diálogo entre esses três países, em um contexto de tensão regional, para tentar obter progressos no tema dos reféns mantidos pela guerrilha colombiana das Farc.

"Nossos contatos foram cortados (...) Precisamos retomar a linha de nossos contatos", ressaltou o ministro francês. "Acho que isto foi muito útil", afirmou.

"O que é muito importante, é que agora (a questão dos reféns) envolve toda a América Latina. Isto inclui os presidentes, os governos, assim como as pessoas nas ruas. Aqueles que sabem o que fazemos nos aplaudem", acrescentou.

cf/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG