Chanceler espanhol está otimista com acordo sobre Estado palestino

Londres, 2 mai (EFE) - O ministro de Assuntos Exteriores espanhol, Miguel Ángel Moratinos, compartilhou hoje em Londres o desejo da comunidade internacional de que o diálogo político entre israelenses e palestinos termine com um acordo ainda este ano para a criação de um Estado palestino. Acredito que todos juntos podemos alcançar este acordo definitivo que toda a comunidade (internacional) e principalmente as partes desejam para este ano, disse Moratinos após participar da reunião de doadores à Autoridade Nacional Palestina (ANP). A reunião ocorreu imediatamente após outra do Quarteto para o Oriente Médio (ONU, Estados Unidos, Rússia e União Européia), que, por sua vez, fez um apelo a todos os países, em especial aos árabes, para que cumpram seus compromissos de ajuda econômica ao povo palestino. Moratinos negou que atualmente o processo de paz esteja em ponto morto e lembrou que houve momentos de maior estagnação. Neste sentido, destacou que agora há negociação política e ajuda internacional, assim como reuniões dos principais atores políticos, como a realizada nesta sexta-feira na capital britânica. Estamos todos comprometidos. O que é preciso é traduzir esse processo de diálogo em um acordo final, acrescentou Moratinos, que disse que os participantes da reunião de doadores encorajaram as partes a alcançá-lo.

EFE |

O ministro espanhol lembrou que um acordo definitivo é algo com o que se comprometeram as partes na reunião de Annapolis (EUA, em novembro de 2007) e é a posição reafirmada hoje em Londres pelo Quarteto.

A reunião de doadores, disse Moratinos, serviu para fazer um balanço dos compromissos contraídos pelos países em Annapolis e para se comprometer ainda mais, responsabilizando-se cada um por sua parte. EFE ep/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG