Washington, 17 ago (EFE).- A secretária de Estado americana, Hillary Clinton, e o ministro das Relações Exteriores colombiano, Jaime Bermúdez, se reunirão nesta terça-feira para falar, entre outros assuntos, sobre o acordo de cooperação militar que os dois países fecharam na sexta-feira.

O porta-voz do Departamento de Estado americano, Philip Crowley, informou hoje sobre o encontro em sua entrevista coletiva diária e antecipou que Hillary e Bermúdez "terão mais o que dizer sobre o acordo bilateral", que despertou duras críticas na região.

Crowley lembrou que Washington e Bogotá alcançaram um "acordo provisório" para que o Exército americano possa usar até sete bases em território colombiano.

"Isso significa que há um texto estipulado e que ambas as partes estão revisando o acordo antes da assinatura", disse.

A Colômbia pretende firmar o pacto em duas semanas.

O porta-voz reiterou que o acordo "procura garantir a cooperação bilateral na Colômbia em torno de aspectos ligados à segurança, tais como o combate ao narcotráfico, a grupos ilegais armados e ao terrorismo".

Sobre as tensões geradas pelo convênio na região, Crowley insistiu hoje que os EUA "têm e continuará tendo conversas com outros Governos sobre a natureza deste acordo. Acho que o Governo colombiano fez e seguirá fazendo o mesmo".

Na sexta-feira, a Chancelaria da Colômbia confirmou o encerramento das negociações sobre o chamado Acordo em Matéria de Cooperação e Assistência Técnica em Defesa e Segurança com os EUA, que passou "à revisão técnica pelas instâncias governamentais de cada país para sua posterior assinatura". EFE cae/bba

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.