Chanceler colombiano reitera disposição em retomar relações com o Equador

Bogotá, 3 set (EFE).- O ministro das Relações Exteriores da Colômbia, Jaime Bermúdez, reiterou hoje a disposição de seu país em retomar relações com o Equador, suspensas desde março, embora tenha dito que não acredita na pronta resolução dos problemas entre as partes.

EFE |

O Equador rompeu relações diplomáticas com a Colômbia em 2 de março, dois dias depois de as tropas colombianas terem bombardeado um acampamento ilegal das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) em território equatoriano, ataque no qual 26 pessoas morreram.

"A Colômbia está disposta a avançar na retomada das relações o mais rápido possível", declarou Bermúdez durante uma reunião com empresários na Câmara de Comércio Colômbia-Estados Unidos, em Bogotá.

"A nós colombianos, faltou nos aproximarmos mais do Equador", admitiu.

O chanceler também disse que, graças à gestão da Organização dos Estados Americanos (OEA), há duas semanas se reuniu com sua colega do Equador, María Isabel Salvador. Mas não especificou os temas discutidos.

Ainda sobre a retomada das relações, Bermúdez advertiu que é preciso ser "prudente e paciente".

"Não acho que o problema será solucionado amanhã, mas queremos que o Equador saiba que temos essa disposição", disse.

Na incursão colombiana ao Equador morreu o então segundo homem na hierarquia das Farc, Luis Edgar Devia, conhecido como "Raúl Reyes".

EFE gta/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG