O chanceler chinês, Yang Jiechi, pediu nesta quinta-feira aos Estados Unidos que respeitem a posição de Pequim sobre o Tibete, após declarações do presidente americano, Barack Obama, sobre a situação dos direitos humanos na China.

"O Tibete é parte inalienável do território da China e os assuntos tibetanos são, exclusivamente, assuntos internos chineses", disse Yang em um centro de estudos, durante sua visita a Washington.

"Espero que os americanos de vários setores considerem isto, e entendam a postura do povo chinês para manter sua soberania e integridade territorial".

Mais cedo, durante um encontro na Casa Branca, Obama disse a Yang Jiechi que "a promoção dos direitos humanos é um aspecto essencial da política externa americana" e manifestou sua "esperança no avanço do diálogo entre o governo chinês e os representantes do Dalai Lama".

sct/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.