Londres, 21 ago (EFE).- O ministro de Assuntos Exteriores britânico, David Miliband, deplorou hoje a recepção dada na Líbia ao terrorista Abdelbaset Ali Mohammed Al-Megrahi, libertado nesta quinta-feira pelo Governo escocês por questões humanitárias.

Em declarações à "BBC", o chanceler qualificou de "profundamente penoso e inquietante" o espetáculo de "um assassino de massas" sendo recebido como "um herói" em Trípoli.

O ministro não disse, no entanto, se estava de acordo ou não com a decisão da Escócia de libertar o único acusado pelo atentado aéreo de Lockerbie, em que morreram os 259 ocupantes de um avião da Pan Am, além de 11 moradores dessa localidade escocesa.

"O Governo (do Reino Unido) disse sempre com absoluta clareza que não interferiria nesse caso antes e não vamos fazê-lo agora", disse Miliband, que reiterou que não houve pressões de Londres.

O chefe de Governo escocês, Alex Salmond, declarou também à "BBC" que a recepção ontem à noite em Trípoli ao terrorista libertado era "inadequada" e "nada sensata". EFE jr/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.