Chanceler britânico encurta visita a palestinos e Israel

O ministro britânico das Relações Exteriores, David Miliband, anunciou nesta segunda-feira à noite, na localidade de Ramallah (Cisjordânia), que reduzirá sua visita ao Oriente Médio para participar, na próxima quarta, da votação de um projeto de lei antiterrorista no Parlamento, em Londres.

AFP |

"Há uma votação no Parlamento (...) e isso significa que eu me vejo obrigado a encurtar minha visita", disse Miliband, após um encontro com o primeiro-ministro palestino, Salam Fayyad.

Em conseqüência, foram cancelados os encontros que o chanceler britânico teria, na terça-feira, em Jerusalém, com vários dirigentes israelenses, entre eles, o premier Ehud Olmert.

O projeto de lei antiterrorista que o Parlamento britânico deve votar prevê o aumento de 28 para 42 dias do período máximo durante o qual um suspeito poderá ser mantido em prisão provisória, dentro de uma investigação antiterrorista.

Contra essa medida, já se manifestaram as organizações de defesa dos direitos humanos e os principais partidos da oposição, conservadores e liberais democratas, e, sobretudo, uma parte dos próprios deputados trabalhistas, Partido da situação.

Antes de seu desembarque, hoje, nos territórios palestinos, Miliband fez uma visita de 24 horas a Beirute.

pfm/tt/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG