Chanceler boliviano inicia pelo Congresso visita oficial ao Brasil

Brasília, 12 mar (EFE).- O ministro das Relações Exteriores da Bolívia, David Choquehuanca, afirmou hoje no Senado brasileiro que os bolivianos aprenderam que as divergências se resolvem com diálogo e garantiu que a democracia está se consolidando no país.

EFE |

O chanceler iniciou pelo Congresso uma visita oficial ao Brasil que inclui uma reunião com o ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, e outra com o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Carlos Ayres Britto.

Durante o encontro com Amorim, informou o Governo da Bolívia, serão assinados acordos de cooperação em matéria técnica, científica e tecnológica.

Em sua visita ao Senado, o ministro boliviano explicou a atual situação do país, após o referendo no qual, no dia 25 de janeiro, foi aprovada a nova Constituição da Bolívia.

O chanceler boliviano afirmou que o texto garante a segurança jurídica aos investidores estrangeiros, mas avaliou especialmente que abre caminhos para o desenvolvimento social e produtivo do país.

Ele também expressou sua esperança em que a aprovação da nova Constituição ajudará a reduzir o grau de conflito, e sustentou que "os bolivianos aprenderam que o único caminho para resolver seus problemas internos é o diálogo".

Choquehuanca deve visitar hoje o Instituto Rio Branco, onde fará uma conferência à qual foi convidado o corpo diplomático credenciado em Brasília.

Amanhã, antes de voltar a La Paz, o ministro boliviano terá um encontro com membros de movimentos sociais e da Central Única de Trabalhadores (CUT). EFE ed/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG