Chanceler boliviano acusa Santa Cruz de bloquear diálogo

O chanceler boliviano, David Choquehuanca, acusou nesta sexta-feira a região de Santa Cruz, que realiza no domingo um referendo sobre sua autonomia, de bloquear o diálogo com o governo, em uma reunião extraordinária do Conselho Permanente da OEA.

AFP |

"Acreditávamos que a palavra da OEA, da Igreja Católica e da comunidade internacional seria ouvida, mas não foi assim", lamentou o ministro, em uma reunião com os membros da OEA sobre a crise na Bolívia, nas vésperas do referendo.

"As portas do diálogo que o irmão presidente Evo Morales abriu foram fechadas", disse Choquehuanca, após o emissário da OEA, Dante Caputo, apresentar ao Conselho seu relatório sobre a recente visita à Bolívia.

O ministro chamou a atenção dos países da OEA sobre "o fenômeno político novo e preocupante" que ocorre atualmente em seu país: através de um legítimo instrumento democrático, se está buscando um resultado que nega todos os princípios da institucionalidade democrática".

A região de Santa Cruz, que concentra 30% do PIB boliviano, votará no domingo sobre seu estatuto de governo autônomo, uma espécie de constituição regional, contra a decisão do presidente Evo Morales, que considera a consulta ilegal e separatista.

arz/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG