Chanceler argentino diz que divergências com México já acabaram

México, 17 ago (EFE).- Argentina e México já limaram asperezas e deixaram para trás qualquer diferença depois que, em maio passado, Buenos Aires suspendeu voos a esse país como medida se segurança perante a expansão da nova gripe, assegurou nesta segunda o chanceler argentino, Jorge Taiana.

EFE |

Taiana, que está no México em visita de trabalho, disse à imprensa que a pandemia do vírus é agora "uma experiência" para que México e Argentina compartilhem pesquisas.

O surto da nova gripe teve epicentro no México em abril passado e depois se estendeu a 170 países, entre eles a Argentina.

Inicialmente, vários Governos, entre eles alguns latino-americanos, reagiram cancelando voos para o México para evitar o contágio, o que gerou descontentamento junto às autoridades mexicanas.

A gripe atingiu todos os países de surpresa e cada um reagiu com "a melhor medida" a seu alcance e agora o que resta é "compartilhar experiências, pesquisas sobre o tema e dividir a forma como se está atacando", explicou Taiana em breves declarações à imprensa durante uma reunião na embaixada argentina com diplomatas e empresários.

O chanceler argentino lidera uma missão política e comercial centrada em reforçar uma associação estratégica entre seu país e o México. EFE ea/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG