Chanceler alemão pede investigação sobre denúncias de fraude no Irã

Berlim, 16 jun (EFE).- O ministro de Assuntos Exteriores alemão, Frank-Walter Steinmeier, pediu hoje às autoridades iranianas para colocar fim à repressão violenta às manifestações e insistiu na necessidade de investigar as denúncias de fraude nas eleições presidenciais.

EFE |

O Governo alemão "segue com grande preocupação" a escalada de violência em Teerã, onde pelo menos sete pessoas morreram nesta segunda na resposta das autoridades às manifestações contra os resultados eleitorais, disse Steinmeier.

O órgão de Exteriores reforçou os alertas aos viajantes ao Irã em seu site, perante os relatos de ataques da Polícia e das forças paramilitares contra pessoas que possam se encontrar casualmente nos locais onde há distúrbios, mesmo que não participem deles.

O ministério aconselha os viajantes a evitar qualquer concentração humana e se separar caso se deparem com as forças de segurança.

Steinmeier convocou ainda na segunda-feira o embaixador iraniano em Berlim, após qualificar de "inaceitável" a repressão dos manifestantes em Teerã e a criação de obstáculos ao trabalho dos meios de comunicação estrangeiros. EFE gc/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG