Chanceler alemão confirma libertação de alpinistas na Turquia

Berlim, 20 jul (EFE) - O ministro de Assuntos Exteriores alemão, Frank-Walter Steinmeier, confirmou hoje a libertação dos três alpinistas alemães por parte de militantes do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), que os tinham seqüestrado em 8 de julho no monte Ararat, na Turquia.

EFE |

Steinmeier compareceu brevemente perante a imprensa para confirmar, por parte do Governo alemão, a libertação, que tinha sido anunciada antes pelo Ministério de Exteriores turco.

O ministro destacou que os ex-reféns "se encontram bem, dentro das circunstâncias", e estão sob a custódia das autoridades "turcas e alemãs".

Segundo informou o Governo de Ancara, os três montanhistas foram libertados esta manhã por guerrilheiros do PKK em um povo na zona do monte Ararat onde foram seqüestrados na semana passada, e foram conduzidos posteriormente a dependências da Gendarmaria turca para ser interrogados.

O primeiro-ministro da Bavária, Günther Beckstein, festejou que o seqüestro dos três cidadãos procedentes desse estado federado alemão tenha terminado sem derramamento de sangue e que os três possam retornar para suas famílias. EFE ih/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG