Chancelaria turcomena confirma choques entre Polícia e grupos armados

Moscou, 14 set (EFE).- A Chancelaria do Turcomenistão confirmou hoje a explosão na madrugada de sábado de violentos choques entre a Polícia e grupos armados em Achkabad, capital do país centro-asiático conhecido como a República do gás.

EFE |

"No sábado, 13 de setembro, unidades especiais dos serviços de segurança realizaram uma operação especial para a detenção de elementos criminosos. O grupo foi desarticulado", diz a nota oficial, publicada pela agência russa "Interfax".

A Chancelaria, que cita a Promotoria turcomena, acrescenta que esse grupo criminoso traficava drogas.

Por outro lado, segundo o site opositor "Gundogar", que cita fontes diplomáticas, os choques aconteceram entre a Polícia e um grupo de radicais islâmicos.

Esta fonte afirmou que 20 policiais foram mortos durante os enfrentamentos e que teriam sido transferidos para diferentes hospitais da capital para que não fossem vistos pela população.

A embaixada dos Estados Unidos em Achkabad informou à "Rádio Liberdade" que durante toda a madrugada do sábado foram ouvidos disparos na cidade, embora os meios de comunicação locais não tenham reproduzido essa notícia.

O Turcomenistão, um país majoritariamente muçulmano, foi comparado com a comunista Coréia do Norte por seu isolamento do mundo exterior desde sua independência da URSS em 1991.

No entanto, desde a morte no final de 2006 do "presidente vitalício" Saparmurat Niyazov, o autoritário regime turcomeno adotou medidas de reforma, tanto políticas, quanto econômicas e sociais.

O novo presidente turcomeno, Kurbanguly Berdymukhamedov, derrogou muitos dos decretos assinados por seu antecessor, embora a oposição continue sendo proscrita e a situação dos direitos humanos é objeto de muitas críticas por parte de organizações internacionais.

Turcomenistão, país de quatro milhões de habitantes e quinto produtor de gás do mundo, faz fronteira com Rússia, Uzbequistão, Cazaquistão, Irã e Afeganistão. EFE io/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG