Chamas devastam costa leste da Florida

Mais de cem focos de incêndios continuam ativos nesta terça-feira na costa atlântica da Flórida, sudeste dos Estados Unidos, onde as chamas devastaram pelo menos 2.400 hectares e dezenas de casas, e forçaram a retirada de moradores, segundo as autoridades.

AFP |

"Precisamos desesperadamente que chova. Estamos rezando para que nada aconteça e possamos conter as chamas", disse o comandante dos bombeiros de Palm Bay, Mike Couture, em uma coletiva de imprensa.

Em Palm Bay, uma das cidades mais afetadas, os bombeiros percorreram cada uma das casas para avaliar seu estado e o risco que oferecem aos moradores que se negam a deixar seus lares.

Couture assegurou que não foram registradas mortes até o momento, ainda que "aproximadamente 100 casas tenham sido destruídas e danificadas" além de "carros".

O avanço dos incêndios, agravado por uma forte seca e um calor intenso, destruiu até o momento 2.400 hectares na região central da costa atlântica do estado, e ameaça intensificar-se com os fortes ventos previstos para a parte da tarde, indicaram autoridades locais.

Os focos maiores se localizam no condado de Brevard onde estradas e rodovias interestaduais estão bloqueadas desde o domingo pela falta de visibilidade. Além disso, o fogo alcançou a rede elétrica, gerando um corte no abastecimento, deixando milhares de residências às escuras.

Na segunda-feira o governador da Flórida, Charlie Crist, declarou estado de emergência por 60 dias no território do estado, o que permite o apoio da Guarda Municipal e de outros estados para fazer frente à situação, considerada de altíssimo risco devido ao nível da seca e da escassez das chuvas.

A polícia investiga denúncias de que o incêndio tenha sido intencional.

"Uma testemunha viu uma pessoa arremessar algo no campo aberto e logo depois começou o incêndio", disse Ernie Dieble, investigador da polícia de Palm bay.

jco/cd/cl

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG