Chacina na Cidade do México deixa ao menos seis mortos

Assassinato de jovens ocorreu no bairro de Tepito, onde tráfico de drogas e armas é intenso na capital mexicana

iG São Paulo |

A Cidade do México, que ultimamente vinha sendo palco de mortes e violência dos cartéis das drogas, comoveu-se nesta quinta-feira com o assassinato de seis jovens em uma rua, enquanto outras cinco pessoas morreram em um massacre em Chihuahua. O assassinato na capital mexicana, do qual escapou uma pessoa, ocorreu no bairro de Tepito, onde o tráfico de drogas e armas é intenso.

AFP
Homem coloca vela perto de corpo de uma das vítimas na capital Cidade do México
O procurador-geral de Justiça da Cidade do México, Miguel Ángel Mancera, explicou que o crime provavelmente foi consequência de uma disputa entre vendedores de drogas. Os jovens assassinados tinham entre 22 e 28 anos e foram atacados por pelo menos três homens que escaparam em um veículo.

Nos últimos seis dias, ao menos 53 foram assassinados em cinco homicídios no México, supostamente cometidos pelo crime organizado. Em todos os casos, a maior parte das vítimas era jovens.

Já em Chihuahua, o Estado mais violento do México e onde fica a conflituosa Ciudad Juárez, quatro mulheres e um homem morreram, e 14 pessoas ficaram feridas, quando um grupo armado disparou contra três ônibus.

Lava a jato

Na quarta-feira, no Estado de Nayarit, no oeste do país, um grupo de homens armados assassinou 15 jovens em um lava a jato . Segundo testemunhas, entre 8 e 10 homens armados chegaram em três caminhonetes e crivaram de balas as vítimas, que trabalhavam no local e se tratavam e faziam tratamento no centro de desintoxicação Alcance Victoria.

Os centros de reabilitação tornaram-se alvo dos cartéis de narcotraficantes mexicanos, e foram cenário de pelo menos três grandes matanças no último ano. A mais recente aconteceu no domingo em Tijuana, no norte do país, onde foram mortas 13 pessoas , incluindo um americano de origem mexicana e um colombiano apontado como membro das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

*Com EFE e AFP

    Leia tudo sobre: méxicoviolênciamortoscidade do méxiconarcotráfico

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG