Chacina em festa mata 13 no norte do México

CIDADE JUÁREZ (Reuters) - Um grupo supostamente ligado a traficantes matou 13 pessoas, inclusive um bebê, durante uma festa familiar numa localidade turística do norte do México, disseram autoridades na segunda-feira. Os autores da chacina na pitoresca Creel, perto da fronteira com os EUA, usavam máscaras. Entre as vítimas está um bebê de um ano, atingido quando estava no colo de um adulto, além de três adolescentes e um professor universitário,

Reuters |

'Que se matem entre eles, mas atiraram em gente inocente, jovens estudantes, professores. Isso não é possível', disse aos prantos um morador do lugar, de 60 anos, ao jornal local El Diário.

O governo enviou 160 militares e agentes da Polícia Federal a Creel para investigar o massacre. Suspeita-se de um ajuste de contas entre traficantes.

Creel fica na serra de Tarahumara, ponto estratégico para o envio de drogas do México para os EUA. É também ponto de passagem do trem turístico que leva a Barrancas del Cobre, terra dos índios tarahumara.

Mais de 2.000 pessoas já morreram neste ano no México como parte da sangrenta guerra entre quadrilhas de traficantes.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG