Cerimônia luxuosa abre Jogos Olímpicos de Pequim

Com uma luxuosa cerimônia, que teve como tema as suas glórias do passado e o seu poder moderno, a China deu início nesta sexta-feira aos Jogos Olímpicos de Pequim de 2008. O ato de abertura teve pirotecnia, música, dança, performances contando a história da China, mais de 14 mil dançarinos e artistas e mais de 30 mil fogos de artifício.

BBC Brasil |

A cerimônia foi assistida no Estádio Olímpico Nacional - conhecido como Ninho de Pássaro - por mais de 90 mil pessoas, entre elas os chefes de Estado Luiz Inácio Lula da Silva, do Brasil, George W. Bush, dos Estados Unidos, e Nicolas Sarkozy, da França.

A abertura dos Jogos Olímpicos foi declarada pelo presidente da China, Hu Jintao.

Em seguida, a pira olímpica foi acesa pelo herói olímpico chinês Li Ning, que "voou" sobre o estádio.

Tocha ''voadora''
Seguindo a superstição chinesa - que considera o oito um número de sorte - a cerimônia começou às 8h08 da noite, do dia oito do mês oito de 2008.

O espetáculo lembrou cinco mil anos de história do país, com menções à Muralha da China, à viagem espacial e à construção do Estádio Ninho de Pássaro. Alguns números homenagearam as artes e a ciência do povo chinês.

Não houve referência, porém, ao período de Mao Tse-Tung.

"Por muito tempo, a China sonhou em abrir suas portas e convidar os atletas do mundo para Pequim, para os Jogos Olímpicos", disse na cerimônia o diretor do Comitê Olímpico Internacional (COI), Jacques Rogge.

"Hoje este sonho se torna realidade. Parabéns, Pequim."
O atleta escolhido para acender a pira, Li Ning, ganhou três medalhas de ouro nos Jogos Olímpicos de Los Angeles em 1984.

O "Príncipe da Ginástica" - como é conhecido - chegou ao Estádio carregando a tocha olímpica.

Em seguida, ele foi içado por cabos e "voou", percorrendo todo o estádio, até chegar à pira olímpica.

Mensagens políticas
Durante o desfile das delegações de cada um dos países, a bandeira do Brasil foi carregada pelo iatista Robert Scheidt, que tenta se tornar na Olimpíada o primeiro atleta brasileiro a ganhar mais de duas medalhas de ouro.

A novidade do desfile das delegações neste ano foi a ordem dos países. Em vez de desfilarem em ordem alfabética, as equipes entraram no Estádio de acordo com a quantidade de traços na letra da inicial de cada país no alfabeto chinês.

Entre as estrelas que desfilaram pelas suas delegações estavam os tenistas Rafael Nadal, da Espanha, e Roger Federer, que carregou a bandeira da Suíça.

O desfile das delegações também teve algumas mensagens políticas.

Ao contrário do que aconteceu nas duas edições anteriores das Olimpíadas, as duas Coréias desfilaram separadas, por não chegarem a um acordo sobre como entrariam no estádio.

A delegação de Taiwan, considerada pelo regime chinês uma província rebelde, foi ovacionada no estádio.

A bandeira dos Estados Unidos foi carregada pelo maratonista Lopez Lomong, que é refugiado do Sudão. O ato foi considerado por muitos como uma crítica dos americanos à China, que não apóia resoluções na ONU contra o Sudão por atrocidades cometidas na região de Darfur.

As competições esportivas em Pequim 2008 começam no sábado, com exceção da disputa no futebol, que começou na quarta-feira.

O encerramento dos Jogos será no dia 24 de agosto.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG