Cerimônia de posse de Obama vai custar 75 milhões de dólares

A organização da cerimônia de posse do presidente eleito Barack Obama, marcada para o dia 20 de janeiro, vai custar 75 milhões de dólares (cerca de R$ 174 mi) em medidas de segurança e meios de transporte, anunciou a cidade de Washington, que pediu uma ajuda financeira ao Congresso.

AFP |

"Sediar um evento desta magnitude constitui a maior das honras. Porém, as questões de segurança que temos que resolver para preparar este evento inédito e histórico apresentam um desafio nunca encontrado na região", escreveu o prefeito de Washington, Adrian Fenty, em carta obtida nesta sexta-feira pela AFP e enviada a uma delegação do Congresso americano.

Fenty solicitou uma ajuda para financiar "custos que podem ser superiores a 75 milhões de dólares" na cidade de Washington e nos estados vizinhos de Maryland e Virginia.

Para este evento "de significação histórica", a cidade de Washington terá que desembolsar 47 milhões de dólares, sendo 28 milhões para as forças de polícia e cinco milhões para os transportes. Os estados de Maryland e Virginia devem contribuir respectivamente com 12 e 16 milhões de dólares.

Pelo menos dois milhões de pessoas são esperadas na capital federal dos Estados Unidos para a posse e o desfile de 20 de janeiro, assim como "centenas, talvez milhares, de representantes de delegações governamentais e dignitários estrangeiros".

Cerca de 300.000 pessoas devem transitar pelos dois aeroportos de Washington entre os dias 16 e 19 de janeiro. Em Baltimore (Maryland), onde Obama fará uma escala de trem antes de chegar a Washington, as autoridades esperam 150.000 pessoas.

    Leia tudo sobre: obama

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG