Mais de 70.000 crianças de toda a Ásia são vítimas do turismo sexual, principalmente no Camboja, Indonésia, Filipinas e Tailândia.

Segundo Frans van Dijk, do grupo "Terra dos Homens - Holanda", o número de meninos usados para turismo sexual está aumentando.

"É difícil saber a cifra exata, mas estamos certos de que a mesma supera as estimativas de 60.000 a 70.000", afirmou durante uma Conferência Sobre Turismo Sexual Infantil no Sudeste Asiático.

Explicou ainda que tanto as vítimas como os pais evitam denunciar o abuso por vergonha ou porque são pagos pelo silêncio.

A situação é crítica neste continente porque alguns asiáticos acreditam que manter sexo com crianças aumenta a longevidade.

Irwanto, especialista indonésio da Coalizão Nacional para Erradicar a Exploração Sexual Infantil, afirma que as crianças recebem incentivos financeiros, como pagamento de sua educação, em troca de se prostituir.

As crianças que correm maiores riscos vivem em áreas propícias a desastres naturais como terremotos, inundações e ciclones e geralmente são órfãos de um de seus pais.

As crianças de áreas como Aceh (Indonésia) - atingida pela tsunami de 2004 que deixou 170.000 mortos - são particularmente vulneráveis a este tipo de práticas.

str--smc/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.