LONDRES - Cerca de 69% dos britânicos quer a saída das tropas deste país no Afeganistão frente a 31% que defende sua continuação no país asiático, segundo uma pesquisa publicada neste domingo por The Mail on Sunday.

Segundo essa pesquisa, os cidadãos que pensam que o primeiro-ministro Gordon Brown está manejando "mal" a situação (40%) ou "muito mal" (32%) são maioria. Os que acham que o está fazendo "muito bem" são 1,5% ou "razoavelmente bem" 25%.

Apenas 23% opina que as tropas deveriam continuar lá até uma eventual vitória sobre os talibãs. Pelo contrário, 45% dos cidadãos indagados acredita que é hora de chegar a uma solução diplomática consistente em negociar com os elementos mais moderados entre os talibãs.

Cerca de 49% dos indagados considera que o Governo deveria estabelecer um calendário para a saída das tropas britânicas daquele país enquanto 28% reivindica sua repatriação imediata.

Frente à justificativa utilizada sempre pelo Governo em apoio da presença militar britânica no Afeganistão, 75% dos consultados não acredita que essa contribua para proteger melhor os cidadãos deste país frente ao terrorismo e apenas 25% opina a contrário.

Uma arrasadora maioria (88%) opina por outro lado que o Governo não deu a suas Forças Armadas o equipamento e apoio necessários para o combate e 84% opina que os soldados feridos não recebem o tratamento que merecem por parte do Ministério da Defesa.

A pesquisa reflete o impacto que o crescente número de vítimas fatais britânicas no conflito afegão - 206 até esta semana - está tendo na opinião pública britânica.

Leia mais sobre: Afeganistão

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.