Quito, 5 set (EFE).- Cerca de 56% dos equatorianos aprova o projeto de Carta Magna redigido pela Assembléia Constituinte que será submetido a referendo no próximo dia 28 de setembro, segundo uma pesquisa da empresa Perfiles de Opinión divulgado hoje.

Segundo a pesquisa, realizada sobre uma amostra de 5.119 pessoas, 29% rejeita o projeto redigido durante oito meses pela Assembléia, de maioria governista.

A empresa de pesquisa registra que 6% dos entrevistados disse que prefere anular seu voto, enquanto 9% se inclina por deixar em branco a cédula, publica o jornal eletrônico "Ecuadorinmediato", sem citar a data de fechamento da pesquisa.

Em referência a duas das principais cidades do país, o representante de Perfis de Opinião, Hugo Barber, disse que na capital equatoriana, Quito, 64% se pronunciou a favor da proposta constitucional, percentagem que em Guayaquil chegou a 36%.

O apoio ao "sim" da pesquisa da Perfiles de Opinión coincide com igual percentagem reportada em uma pesquisa da firma SP Pesquisas e Estudos revelado na quarta-feira passada.

Segundo essa pesquisa, que tomou uma amostra de 5.080 entrevistas, 23% se pronunciou pelo "não", 9% preferiu o voto nulo e 12% optou por deixar a opção em branco, informou a empresa SP Pesquisas e Estudos.

Na próxima segunda-feira termina o prazo estabelecido pela lei para que as empresas dedicadas à pesquisa da opinião pública possam entregar os resultados de seu trabalho.

Segundo as autoridades eleitorais, os resultados oficiais sobre o referendo serão divulgados no próximo dia 14 de outubro. EFE sm/ma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.