As autoridades já evacuaram 183 pessoas nos últimos três dias, sendo 137 crianças, de um rancho do Texas pertencente a uma seita mórmon que pratica a poligamia, informou a imprensa local neste domingo.

Unidades especiais da polícia entraram em maiores incidentes no templo da Igreja Fundamentalista de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (FLDS, sigla em inglês, corrente fundamentalista mórmon), em Eldorado, informou o jornal texano Houston Chronicle.

A operação foi organizada depois da denúncia de que um homem de 50 anos teria se casado no ano passado com uma jovem que hoje tem 16 anos e já seria mãe de um bebê de oito meses.

A lei do estado do Texas proíbe que as meninas menores de 16 anos se casem, mesmo que contem com a aprovação dos pais.

As autoridades continuam procurando esse homem enquanto que os assistentes sociais interrogam outros habitantes da região.

Os serviços sociais indicaram ter retirado no sábado 52 meninas entre seis meses e 17 anos de idade.

A organização FLDS, dirigida por Warren Jeffs, é uma ramificação da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, com sede em Salt Lake City, da qual se separou depois que esta renunciou à prática da poligamia em 1890.

Warren Jeffs foi detido em 2006 por ser cúmplice de estupro e está pagando uma pena de prisão perpétua, embora continue dirigindo a seite de dentro da penitenciária.

bur-ddl/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.