Cerca de 2 mil estudantes já fugiram da violência no nordeste do México

Migração de estudantes que fugiram da violência causou a sobrecarga de algumas escolas dos municípios que os acolheram

EFE |

Fugindo da onda de violência que atinge neste ano o Estado de Tamaulipas, no nordeste do México e fronteiriço com os Estados Unidos, cerca de 2 mil estudantes abandonaram suas cidades em direção a outros municípios no mesmo Estado para continuar seus estudos, revelou uma fonte oficial nesta quinta-feira.

O subsecretário de Educação de Tamaulipas, Bladimir Martínez, disse que o fenômeno foi registrado nos municípios fronteiriços de Mier, Camargo, Guerrero, Díaz Ordaz e Miguel Alemán, além de San Fernando, Abasolo e Jiménez, próximos a Ciudad Victoria, capital do Estado.

Martinez indicou que nesses municípios houve uma redução drástica nas matrículas do nível médio, e foi registrado aumento no número de estudantes em cidades como Victoria, Reynosa e Nuevo Laredo, também em Tamaulipas.

A migração de estudantes que fugiram da violência causou a sobrecarga de algumas escolas dos municípios que os acolheram. O funcionário do governo de Tamaulipas disse, no entanto, que o número não pode ser considerado um "êxodo em massa", já que os 2 mil estudantes representam apenas 2% do total de alunos do estado.

Tamaulipas vem sendo cenário nos últimos meses de uma guerra entre os bandos Cartel do Golfo e Los Zetas, que disputam o território.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG