Cerca de 13 mil famílias sofreram graves prejuízos na ofensiva contra Gaza

Roma, 30 jan (EFE).- Cerca de 13 mil famílias da Faixa de Gaza que dependem da agricultura, da pecuária e da pesca sofreram graves prejuízos durante a ofensiva de Israel, informou hoje a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO).

EFE |

Os prejuízos ao setor agrícola agravaram os problemas já existentes de produção de alimentos provocados por 18 meses de bloqueio fronteiriço: as matérias-primas agrícolas são muito caras, o acesso às terras e ao mar se restringiu e a importação e exportação de bens diminuiu drasticamente, declara.

Por causa de sua limitada produção agrícola a população de Gaza enfrenta uma grave escassez de alimentos nutritivos, de produção local e preço acessível e, em geral, não é possível encontrar carne nem proteínas de origem animal, afirma.

A FAO prevê um aumento da insegurança alimentar com o aumento do número de famílias em Gaza que dependem da ajuda ou que se veem obrigadas a consumir alimentos mais baratos e menos nutritivos.

"Os camponeses, que já tinham dificuldades para obter benefícios antes do conflito, enfrentam agora a perda irreversível de seus meios de subsistência, e são incapazes de substituir ou reparar seus equipamentos, terras e animais destruídos", declarou Luigi Damiani, Coordenador de Projetos da FAO em Jerusalém. EFE cps/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG