Cerca de 100 mil pessoas precisam de ajuda nas Filipinas após tempestade

Segundo as autoridades, 539 pessoas morreram

EFE |

Cerca de 100 mil pessoas afetadas pela tempestade tropical "Washi", que causou 539 mortes nas Filipinas, vão necessitar de assistência de algum tipo para poder reconstruir suas vidas, informaram neste domingo as autoridades do país.

Inundações nas Filipinas deixam quase 500 mortos

O diretor do Centro Nacional de Prevenção e Resposta aos Desastres, Benito Ramos, assinalou que esta gente necessita urgentemente de água potável, mas depois precisará de ajuda para seguir em frente.

As autoridades começaram a distribuição de alimentos, bebida e roupa para cerca de 10.000 famílias, quando nos registros oficiais figuram 6.115 famílias ou 34.841 pessoas em 30 centros de apoio habilitados nas áreas afetadas.

O presidente da Cruz Vermelha das Filipinas, Richard Gordon, deve viajar para a região nesta segunda-feira, para conhecer pessoalmente as necessidades dos afetados.

As cidades de Cagayan de Oro, com meio milhão de habitantes, e Iligan, com 318 mil, são as que mais danos sofreram. "A prioridade é aliviar o sofrimento humano", disse Gordon na rede de televisão "ABS-CBN".

Leia também:

Filipinas tentam retomar serviços e limpar estradas

Tufão Nesat causa e mortes nas Filipinas

Chuvas causam enchentes e mortes na Ásia

    Leia tudo sobre: FILIPINAS INUNDAÇÕES

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG