Cerca de 10 mil manifestantes pedem perdão real para Shinawatra

Bangcoc, 17 ago (EFE).- Pelo menos dez mil pessoas seguiram hoje a primeira manifestação realizada pela oposição desde os distúrbios de abril em Bangcoc, e convocada com a finalidade de pedir o perdão real para o ex-primeiro-ministro da Tailândia, Thaksin Shinawatra, declarado foragido pela justiça de seu país.

EFE |

Os partidários de Shinawatra, conhecidos como "camisetas vermelhas" pela cor das peças de roupa que vestem, devem apresentar a solicitação a um representante da Casa Real.

Segundo os dirigentes da Frente Unida para a Democracia e Contra a Ditadura, a plataforma política criada por políticos afins ao governante deposto em 2006 por meio de um golpe de estado, o pedido é respaldado por cinco milhões de assinaturas.

Shinawatra, condenado a dois anos de prisão por um delito de abuso de poder cometido enquanto governava, vive um exílio voluntário desde agosto de 2008 e utiliza para viajar passaportes de outros países, porque o seu foi cancelado no ano passado. EFE tai/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG