Cepal pede cooperação internacional urgente por Haiti

SANTIAGO (Reuters) - A Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal) lançou nesta quarta-feira um pedido de ajuda internacional urgente para o Haiti, atingido por forte terremoto que pode ter provocado milhares de mortes. O terremoto de magnitude 7 agravou a situação do país, já golpeado por quatro furacões em 2008 que causaram prejuízos de cerca de 900 milhões de dólares, segundo a Cepal.

Reuters |

Estados Unidos, União Europeia e vários países já anunciaram o envio de ajuda para o Haiti.

A Cepal, agência das Nações Unidas com sede em Santiago, afirmou em comunicado que "expressa sua solidariedade ao povo do Haiti... e pede a urgente cooperação internacional em ajuda humanitária e posterior reconstrução desse país".

Além disso, a secretária-executiva da Cepal, Alicia Bárcena, ofereceu a "máxima" colaboração do organismo nas tarefas humanitárias imediatas e, mais à frente, na avaliação para o processo de reconstrução.

"Estamos disponíveis para apoiar o povo haitiano uma vez mais e contribuir para sua rápida recuperação", afirmou em carta ao presidente do Haiti, René Préval.

(Por Rodrigo Martínez)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG