Centro-esquerda se atribui vitória nas eleições regionais da Itália

Roma, 29 mar (EFE).- O Partido Democrata (PD), principal partido opositor da Itália, atribuiu hoje a vitória à esquerda, da qual faz parte, nas eleições regionais italianas, com base nas primeiras projeções de voto da emissora pública RAI.

EFE |

Em um primeiro anúncio à imprensa, Enrico Letta, vice-secretário do PD, disse que a impressão e os dados que circulam mostram como a centro-esquerda conseguiu a vitória em eleições marcadas pela alta abstenção.

Com as primeiras projeções de voto, Letta arriscou predizer um resultado de sete regiões para a centro-esquerda e quatro para a centro-direita, mas duas em clara dúvida: Piemonte e a disputada Lácio, protagonista de vários escândalos nos últimos meses.

Até o momento, o único dado oficial, constatado após 27% das urnas apuradas, é que a Toscana continuaria sendo da centro-esquerda, com Enrico Rossi à frente, graças a 59,62% dos votos que obtém contra 34,69% de Monica Faenzi, candidata da centro-direita.

Segundo as projeções de voto divulgadas pela "RAI" pouco após fechar os colégios eleitorais às 15h local (10h de Brasília), três regiões, Piemonte (norte), Calábria (sul) e Campânia (sul) teriam mudado de sinal político e teriam ido para a centro-direita, enquanto Lácio, até agora de centro-esquerda, estaria incerto.

Essas mesmas projeções dão a vitória para a centro-direita em Vêneto e Lombardia.

As eleições também são realizadas em 4 províncias e 462 Prefeituras e nas quais, segundo o Ministério do Interior, a porcentagem de participação foi de 65%, sete pontos a menos que nas eleições de 2005.

Na Calábria, segundo essas mesmas projeções de voto, a centro-direita teria 57,8% dos votos, contra 33,2% da centro-esquerda. Já na Campânia a diferença seria de 55,7% a 41,7% a favor do candidato da centro-direita.

Em Piemonte, sempre segundo as projeções, a centro-direita ganha por pouco com 48,1%, contra 47,8% da centro-esquerda. EFE mcs/sa

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG