Centro-direita vence eleições provinciais italianas

Roma, 9 jun (EFE).- A centro-direita foi a grande vencedora das eleições locais realizadas este fim de semana na Itália, após triunfar também no pleito europeu, ao vencer no primeiro turno em 26 das 62 províncias onde houve votação.

EFE |

A centro-esquerda venceu em 14 províncias, enquanto nas demais, ao nenhum candidato ter superado 50% dos votos, haverá um segundo turno em 21 de junho.

Assim apontam os resultados divulgados hoje pelo Ministério do Interior sobre as eleições administrativas realizadas em 6 e 7 de junho, junto ao pleito europeu, para renovar 4.281 Prefeituras, delas 30 capitais de províncias, e 62 Assembleias provinciais.

O Povo da Liberdade (PDL), liderado pelo primeiro-ministro Silvio Berlusconi, e seu aliado no Governo, a Liga Norte, que nessas eleições se apresentaram separadamente, avançaram de forma considerável tanto no norte como no sul do país e arrebataram 15 províncias da centro-esquerda, entre elas Nápoles e Bari.

A direita foi arrasadora também na maioria das Assembleias provinciais das regiões de Vêneto, Lombardia e Piemonte, todas no norte.

No entanto, nessas três regiões ainda é preciso decidir as províncias mais importantes (Turim, Veneza e Milão), onde haverá um segundo turno no próximo dia 21.

Uma das vitórias mais relevantes da centro-direita foi na província de Piacenza, na região de Emília-Romanha, um dos tradicionais redutos da esquerda e em que, pela primeira vez, haverá uma Assembleia provincial conservadora.

Apesar das perdas, a centro-esquerda conseguiu manter dois de seus redutos fortes como Bolonha e Florença, que em 6 e 7 de junho também votaram para escolher prefeitos.

No âmbito das eleições municipais, das 30 capitais da província em jogo, a centro-direita venceu em nove cidades e a centro-esquerda em cinco, enquanto no resto haverá segundo turno. EFE ebp/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG