Amã, 3 nov (EFE).- Um centro de pesquisa científica, que conta com colaboração de Israel, Autoridade Nacional Palestina (ANP) e Irã, foi inaugurado hoje na Jordânia em um ato que teve a presença de pesquisadores do mundo todo.

Trata-se do Centro de Luz-Síncrotron para Ciência Experimental e Usos Aplicados no Oriente Médio (Sesame).

Um síncrotron é uma fonte de luz extremamente potente que pode ser utilizada em pesquisa farmacêutica, para análise microquímica em medicina, meio ambiente e arqueologia, para a produção industrial de peças micromecânicas e também em técnicas radiológicas.

O príncipe Ghazi bin Mohamad inaugurou o centro, em representação do rei Abdullah II da Jordânia, em uma cerimônia que também contou com o diretor-geral da organização da ONU para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), Koichiro Matsuura.

A Unesco apadrinha o projeto, cujo objetivo é repetir o sucesso do Centro Europeu de Pesquisas Nucleares (Cern), fundado em 1945, quando foi possível retomar a cooperação científica entre nações inimigas durante a Segunda Guerra Mundial.

A idéia do projeto foi discutida pela primeira vez em reunião de físicos do Oriente Médio em Turim, na Itália, em 1997.

Outros países que participam da iniciativa são Egito, Irã, Paquistão, Turquia, Barein e Chipre. EFE ajm/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.