Londres, 3 jan (EFE).- O centro de Londres abriga hoje uma manifestação convocada por mais de 30 organizações contra a ofensiva israelense na Faixa de Gaza.

A marcha, promovida por associações como a coalizão Stop the War, a Iniciativa Muçulmana Britânica e a Campanha pela Solidariedade Palestina, foi organizada depois dos protestos registrados em frente à embaixada israelense em Londres.

A manifestação, programada para as 10h (de Brasília), partiria da região de Embankment, cruzaria o rio Tâmisa, passaria perto do Parlamento de Westminster e terminaria em Trafalgar Square, no centro da capital britânica.

O protesto conta com o apoio do ex-prefeito de Londres, o trabalhista Ken Livingstone, e de vários deputados britânicos, entre eles o trabalhista Jeremy Corbyn, a liberal-democrata Sarah Teather e o parlamentar do partido Respect George Galloway.

Também apóiam a marcha a cantora Annie Lennox, a ex-modelo Bianca Jagger, o escritor Tariq Ali e o comediante Alexei Sayle.

Ontem, os organizadores da manifestação pediram em entrevista coletiva que o presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama, condene os ataques aéreos israelenses contra a Faixa de Gaza.

Outras 17 manifestações contra os bombardeios a Gaza estão previstas para acontecer em diferentes pontos do Reino Unido. EFE fpb/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.