Los Angeles, 27 jun (EFE).- Centenas de pessoas fizeram fila hoje para ver a estrela de Michael Jackson no Calçada da Fama de Hollywood, lugar que se tornou ponto de culto à memória do artista, enquanto a família prepara um funeral previsivelmente grande.

Fãs, turistas e curiosos esperaram sua vez para fotografar ou depositar lembranças e flores sobre a estrela que leva o nome do rei do pop.

A área do entorno da Calçada da Fama teve que ser isolada pela Polícia para manter a ordem.

A expectativa é de que o número de fãs no local aumente após a divulgação dos detalhes do funeral e das possíveis homenagens oficiais a Michael.

A Polícia de Los Angeles entrou em contato com a família do cantor para começar a organizar um evento de despedida ao artista, um ato que mobilizará uma legião de fãs.

A popularidade mundial de Michael torna previsível que as cerimônias de seu funeral possam se transformar nas maiores da história relacionadas à indústria do entretenimento.

Há 12 anos, 250 mil pessoas foram às ruas de Londres para o funeral da princesa Diana. Em 1977, 75 mil pessoas se despediram de Elvis Presley na cidade americana de Memphis.

A morte de Michael Jackson, de 50 anos, ocorreu inesperadamente na última quinta-feira depois de o artista sofrer uma parada cardíaca em sua casa de Los Angeles.

O cantor se preparava para uma sequência de 50 shows no mês que vem em Londres.

O diretor e coreógrafo das apresentações que Michael estava preparando, Kenny Ortega, sugeriu que pode haver um tributo musical à memória do artista.

Apesar de não haver planos específicos a respeito, Ortega disse que se seguiria a fórmula usada para gravar a música "We Are The World", quando vários músicos de prestígio colaboraram com Michael com o objetivo de arrecadar fundos para o combate à pobreza na África em meados da década de 80. EFE fmx/bba

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.