Beirute, 20 abr (EFE).- Centenas de refugiados palestinos fizeram uma manifestação hoje na cidade libanesa de Sidon para exigir o fim do bloqueio econômico imposto contra a Faixa de Gaza e acusar a comunidade internacional de ser responsável pela situação dos habitantes palestinos.

Os manifestantes, procedentes de vários campos de refugiados do sul do Líbano, se reuniram na Praça dos Mártires dessa cidade, onde mostraram sua solidariedade aos palestinos desse território.

"A comunidade internacional tem a responsabilidade moral de atuar para que os alimentos e remédios possam entrar em Gaza", dizia um dos cartazes dos presentes, que estavam também com bandeiras palestinas e do Hamas.

O ex-ministro de Exteriores da Autoridade Nacional Palestina (ANP) Mahmoud Zahar, membro do Hamas, se dirigiu aos presentes por telefone e disse que "o estado de sítio acabará muito em breve".

"Não pararemos nossas operações de resistência até que Palestina seja livre", acrescentou o líder palestino.

O representante do Hamas no Líbano, Osama Hamedan, pediu que os árabes terminem com o bloqueio israelense contra a Faixa de Gaza e apóiem a resistência.

"Em vez de ver nossos filhos morrer de fome, respeitem nossa decisão de resistir às forças de ocupação. Esta é uma advertência antes da explosão", disse Hamedan. EFE ks/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.