Centenas de pessoas protestam na Espanha por direitos de imigrantes

Zaragoza (Espanha), 16 abr (EFE).- Centenas de pessoas protestaram hoje nas ruas do centro da cidade de Zaragoza, no nordeste da Espanha, para reivindicar direitos para os imigrantes, após a realização da IV Cúpula Ministerial Europeia sobre Imigração, que terminou hoje.

EFE |

A manifestação começou na tarde de hoje em Zaragoza e terminou com a leitura de um manifesto pela cantora e artista cubana Ludmila Merceron, que vive na cidade há anos.

Com o lema "dignidade, respeito e direito para todos", os manifestantes pediram "papéis para todos" e que "nenhum ser humano seja ilegal".

Com o protesto, os manifestantes querem que as políticas europeias de imigração não tenham como principal meio a repressão, o controle externo de fronteiras e a detenção, disse à Agência Efe um dos organizadores da marcha, José Luis Aliaga.

Os imigrantes "são algo mais que mão-de-obra que pode ser contratada em um determinado momento e expulsa quando já não fizer mais falta", disse Aliaga.

Sobre a cúpula da UE, o porta-voz disse que "não parece que se tenha avançado muito" e acrescentou que "a UE continua sendo mais uma comunidade econômica que uma união de países", porque a disparidade de legislações entre os Estados impediu chegar a um acordo "além das boas intenções". EFE agm/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG