Tamanho do texto

Três valas comuns contendo os ossos de cerca de 100 pessoas, provavelmente enterradas há anos, foram descobertas por Capacetes Azuis perto da cidade de Beni, no leste da República Democrática do Congo (RDC), informou a ONU nesta sexta-feira.

"Capacetes Azuis que efetuavam uma patrulha nos arredores de Beni (Norte-Kivu, leste), encontraram valas comuns contendo ossos humanos", declarou à AFP Sylvie van den Wildenberg, porta-voz da Missão da ONU na RDC (Monuc) no Norte-Kivu.

"Uma das valas poderia conter cerca de 100 corpos, e outra sete corpos. Poderia haver três corpos na terceira, mas ainda é impossível determinar isso com precisão", acrescentou.

Ssegundo as primeiras informações obtidas pela Monuc, trata-se de "valas relativamente antigas, datando de vários anos", provavelmente da época das últimas guerras na RDC (1996-1997 e 1998-2003).

Estas valas comuns foram descobertas perto da aldeia de Moboya, 30 km ao sudoeste de Beni, cerca de 200 km ao norte de Goma, a capital da província.

"As autoridades congolesas foram informadas desta descoberta, e uma missão conjunta (de investigadores da Monuc e das autoridades judiciárias da RDC) será enviada em breve ao local", destacou Van den Wildenberg.

Durante as últimas guerras no antigo Zaire, a área de Beni foi sucessivamente ocupada por diversos movimentos rebeldes e tropas estrangeiras.

sb/yw/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.