Centenas de milhares protestam contra Berlusconi na Itália

Centenas de milhares de pessoas participaram de uma manifestação em Roma para protestar contra o governo do primeiro-ministro Silvio Berlusconi. A oposição a Berlusconi acusa o primeiro-ministro de levar o país para a direita com uma série de políticas que cobrem educação, imigração e combate ao crime.

BBC Brasil |

Os organizadores da marcha em Roma afirmam que cerca de 2,5 milhões de pessoas participaram. Mas, o correspondente da BBC Duncan Kennedy afirma que as estimativas variam muito.

O líder da oposição, Walter Veltroni, participou do protesto e disse à multidão que a Itália está se transformando em um país mais fascista sob o governo de Berlusconi.

Segundo Kennedy, desde as eleições de abril que levaram Berlusconi de volta ao poder, Veltroni era considerado relativamente invisível na política italiana.

Mas, na manifestação deste sábado, Veltroni acusou o primeiro-ministro de governar a Itália como se fosse um empreendimento privado e acrescentou que Berlusconi era incapaz de lidar com as crises.

As políticas do primeiro-ministro italiano contra o crime e a imigração ilegal foram as que levaram aos bons números em pesquisas de opinião, de acordo com o correspondente da BBC.

Mas, estas medidas e outras no setor de educação - como corte de verbas para universidades e classes separadas para crianças imigrantes que não falam italiano - começaram a unir a oposição novamente no país.

Os opositores do governo podem não ter os números necessários para enfrentar Berlusconi no Parlamento, mas ainda conseguem levar muitos italianos às ruas, de acordo com Kennedy.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG