Centenas de manifestantes exigem libertação de soldado israelense

Jerusalém, 13 mar (EFE).- Centenas de pessoas se manifestaram nesta sexta-feira em frente à residência do primeiro-ministro israelense, Ehud Olmert, em Jerusalém para exigir a libertação do soldado Gilad Shalit, capturado por três milícias palestinas em junho de 2006.

EFE |

Os manifestantes bloquearam a via de acesso à residência do chefe de Governo, em frente à qual os pais de Shalit se instalaram esta semana em uma tenda de campanha para pressionar Olmert a fechar um pacto com o Hamas para a libertação de seu filho antes da formação de um novo Executivo.

Centenas de pessoas foram esta manhã ao local para expressar seu apoio à família, gritando palavras de ordem como "Olmert, você fez uma promessa: cumpra-a", informa a versão digital do jornal "Yedioth Ahronoth".

As negociações com o movimento islamita Hamas realizadas por Israel com a mediação do Egito foram impulsionadas nas últimas semanas, nas quais o enviado especial de Olmert, Ofer Dekel, viajou constantemente ao Cairo. EFE aca/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG