Cem mil mulheres fazem abaixo-assinado contra declarações de Berlusconi

Quase cem mil mulheres na Itália participaram de um abaixo-assinado em protesto contra declarações do primeiro-ministro Silvio Berlusconi, acusando-o de machismo. Berlusconi disse durante um programa de televisão ao vivo que a política de oposição Rosy Bindi, de 58 anos, era mais bonita que inteligente.

BBC Brasil |

O premiê italiano alegou depois que seu comentário foi uma piada.

O correspondente da BBC em Roma Duncan Kennedy afirmou que Rosy Bindi é uma mulher de óculos e visual conservador. Ela era a convidada de um talk-show noturno da televisão italiana que discutia justamente o premiê Silvio Berlusconi.

Quando Berlusconi se juntou à discussão, ele lançou seu ataque contra a oposicionista, afirmando que ela era "mais bonita que inteligente", um comentário encarado como uma ironia que visava atingir a aparência e o intelecto da política.

Bindi, por sua vez, respondeu a Berlusconi que "não sou uma mulher à sua disposição", em uma referência aos recentes escândalos envolvendo o primeiro-ministro e mulheres mais jovens.

Os comentários de Berlusconi geraram tanta polêmica que agora, de acordo com Kennedy, 97 mil mulheres assinaram a petição contra o premiê italiano alegando que tinham sido ofendidas por seus comentários.

Uma senadora, Patrizia Bugnano, chamou o primeiro-ministro de "machista" e acrescentou que "alguém deveria dizer a Berlusconi que ele não é nenhum George Clooney".

Novo feminismo
Segundo Duncan Kennedy, alguns encaram esta onda de protestos contra o primeiro-ministro italiano como um novo feminismo que está criando raízes em um país tradicionalmente conservador.

Outros afirmam que é apenas outro exemplo da habilidade de Berlusconi para ofender mulheres, mesmo que ele não queira realmente ofender.

Companhias que realizam pesquisas de opinião afirmam que os comentários do premiê provavelmente não vão prejudicá-lo tanto, pois suas partidárias femininas estão acostumadas com seus comentários extravagantes.

Mas seu último comentário contra Rosy Bindi gerou uma rara manifestação de dezenas de milhares de mulheres italianas que, até o momento, tinham se mantido em silêncio a respeito do ano de escândalos de Berlusconi.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG