Célula da Al Qaeda é desativada e um é suspeito morto em operações no Iraque

Bagdá, 6 jul (EFE).- Uma célula da Al Qaeda no Iraque foi desativada, dois supostos terroristas morreram e outros 12 foram detidos em operações realizadas entre ontem e hoje pelo Exército dos Estados Unidos em vários ponto do Iraque.

EFE |

Em comunicado oficial emitido hoje, o comando militar americano informou a desarticulação, ontem, de uma suposta célula terrorista da Al Qaeda no Iraque, integrada por sete homens, na localidade de Iskandariya (45 quilômetros ao sul de Bagdá).

Todos os integrantes da célula foram capturados pelos soldados da coalizão multinacional.

Além disso, pelo menos um suposto rebelde perdeu a vida durante quatro operações militares contra a Al Qaeda, informou o Exército.

Outro suposto terrorista, acusado de traficar armas e liderar um grupo armado, foi morto pelas forças americanas na localidade de Shargat (90 quilômetros ao sul de Mossul).

Na província de Ninawa, outro homem, suspeito de introduzir terroristas no Iraque, foi detido em Baiji (160 quilômetros ao sul de Mossul).

Por outra parte, na localidade de Husayba, na fronteira entre Síria e Iraque, os soldados do Exército dos EUA capturaram um suspeito de facilitar a entrada no país de terroristas estrangeiros.

Além disso, foi capturado em Bagdá um homem supostamente relacionado com várias redes da organização Al Qaeda no Iraque, acusado de fornecer material explosivo à insurgência e de realizar atentados.

Também na capital iraquiana, o Exército dos EUA deteve hoje um suspeito no bairro de Karrada, durante uma operação contra "grupos especiais criminosos", expressão com a qual os EUA costumam definir as milícias xiitas, supostamente relacionadas com o Irã.

O homem foi detido em seu domicílio, no qual ainda foram encontradas armas. EFE am/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG