Celso Amorim ressalta em Ramala que cessar-fogo em Gaza é prioridade

Ramala, 12 jan (EFE).- O ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, ressaltou hoje, na cidade cisjordaniana de Ramala, que a prioridade é declarar um cessar-fogo na Faixa de Gaza, onde a ofensiva israelense deixou mais de 900 mortos entre os palestinos em 17 dias.

EFE |

Amorim fez esta chamada em entrevista coletiva com o ministro de Exteriores da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Riad Maliki, na sede do ministério palestino.

Em seu comparecimento à imprensa, Amorim pediu o fim das hostilidades em Gaza e a abertura das passagens fronteiriças para aliviar o sofrimento do povo palestino.

Além disso, mostrou sua preocupação pelo fato de Israel continuar sua operação na Faixa de Gaza, apesar de o Conselho de Segurança das Nações Unidas ter aprovado uma resolução pedindo o cessar-fogo.

A prioridade atual, disse Amorim, é o fim das hostilidades, para depois abordar a recuperação da unidade inter-palestina e a aplicação das resoluções internacionais relativas ao conflito árabe-israelense.

O ministro brasileiro também se reuniu em Ramala com o presidente da ANP, Mahmoud Abbas, e com o primeiro-ministro palestino, Salam Fayyad.

A visita de Amorim faz parte de uma viagem diplomática no Oriente Médio que termina amanhã, em Amã, onde será recebido pelo rei jordaniano, Abdullah II, e pelo ministro de Exteriores do país, Salah Bashir.

Amorim se reuniu ontem com a ministra de Exteriores israelense, Tzipi Livni, a quem expressou igualmente a necessidade de colocar fim ao derramamento de sangue, informaram fontes do Ministério de Assuntos Exteriores de Israel.

O Governo brasileiro doou às vítimas palestinas do conflito em Gaza seis toneladas de remédios e oito toneladas de alimentos, que serão transportados de Amã a Gaza com o apoio de uma organização beneficente jordaniana. EFE fn-ap/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG