CE convoca cúpula internacional para debater crise na RDC

Bruxelas, 31 out (EFE) - O comissário europeu de Desenvolvimento, Louis Michel, convocou hoje a realização de uma cúpula internacional para a paz na República Democrática do Congo (RDC) da qual participem todos os líderes regionais e as organizações multilaterais.

EFE |

Michel propõe Nairóbi como sede de um encontro supervisionado pelas Nações Unidas e no qual estejam presentes os líderes de RDC, Ruanda, Uganda e Burundi, assim como de União Européia (UE), Estados Unidos e de todas as organizações regionais africanas, explicou em comunicado.

A idéia do comissário europeu é que esta cúpula se inspire na realizada há dois anos também na capital queniana, na qual 11 países da região africana dos Grandes Lagos assinaram um pacto de não agressão pelo qual se comprometeram também a não apoiar grupos rebeldes.

Michel, que se reuniu nos últimos dias com o presidente congolês, Joseph Kabila, e com o ruandês, Paul Kagame, assegurou em sua nota que o encontro é "essencial" para levar à mesma mesa de diálogo os dois líderes e outros atores essenciais no cenário regional e internacional.

"Só uma solução política que aborde as causas profundas da crise pode trazer a estabilidade", ressaltou Michel, que insistiu em que os acordos anteriores, como o assinado em Goma no início do ano entre o Governo da RDC e os grupos rebeldes do leste do país, "seguem sendo os pontos de referência".

"Após dois dias de contatos positivos com o presidente Kabila e com o presidente Kagame, está claro que devemos encontrar uma solução através do diálogo", ressaltou o comissário.

Os esforços diplomáticos da UE para estabilizar a situação no leste da RDC se intensificaram hoje com a viagem ao país dos ministros de Exteriores da França, Bernard Kouchner, e do Reino Unido, David Miliband. EFE mvs/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG