CE comemora decisão de Obama sobre Guantánamo

Bruxelas, 21 jan (EFE).- A Comissão Europeia (CE) expressou hoje sua satisfação porque uma das primeiras decisões do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, foi a de interromper os julgamentos dos detidos na prisão de Guantánamo.

EFE |

Obama, poucas horas após assumir o cargo, pediu que fossem suspensos durante quatro meses os julgamentos de pessoas mantidas na base militar de Guantánamo (Cuba).

"Alegro-me profundamente que uma das primeiras decisões do presidente Obama tenha sido encerrar este triste episódio", disse o comissário da União Europeia (UE) de Justiça, Segurança e Liberdades, Jacques Barrot.

Barrot considerou "um símbolo muito importante" a decisão de Obama, que se comprometeu a fechar a prisão de Guantánamo, cuja existência foi amplamente criticada por organizações de defesa dos direitos humanos e por outros países.

O comissário afirmou que a partir de agora poderá "se jogar luz" sobre os detentos neste centro, "que devem ser objeto de processos jurídicos justos para saber finalmente a verdade sobre suas ações".

EFE rcf/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG