CE alerta para aumento de tentativas de espionagem no órgão

Bruxelas, 11 fev (EFE).- A Comissão Europeia (CE, órgão executivo da União Europeia) enviou uma nota interna a vários de seus responsáveis advertindo-os das tentativas de espionagem cada vez mais frequentes, e relaciona jornalistas, estagiários e lobistas na lista de potenciais suspeitos.

EFE |

O órgão confirmou a existência dessa nota, divulgada inicialmente hoje pelo jornal alemão "Frankfurter Allgemeine Zeitung", que citou também as preocupações das autoridades belgas com a questão.

"Não somos ingênuos", afirmou uma porta-voz da CE, Valerie Rampi, em entrevista coletiva, na qual afirmou que "casos recentes mostraram que o risco de espionagem cresce a cada dia".

Rampi explicou que a Comissão gera muita informação secreta e confidencial, e há gente que procura acesso a ela, por isso a nota foi enviada "para alertar do risco" na gestão de "documentos sensíveis".

Segundo ela, há agências de inteligência de outros países que "fizeram tentativas reiteradas usando agentes ou pessoas vinculadas que usam diversos tipos de disfarces", como estagiários e trainees, funcionários de outros países ou analistas em tecnologia da informação.

A nota publicada pelo jornal e elaborada pelo diretor do departamento de segurança da CE, Stephen Hutchins, está dirigida aos responsáveis de questões de pessoal nos diferentes departamentos do Executivo da UE.

O jornal cita o principal responsável de segurança da Bélgica, Alain Winants, que, em janeiro, disse a uma comissão do Senado belga que considera que, no país, há "algumas dezenas" de pessoas que fazem espionagem se fazendo passar por jornalistas.

Rampi também admitiu que o fato de um jornal ter publicado uma nota interna alertando para o risco da espionagem demonstra que é preciso aumentar a vigilância. EFE rcf/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG