Moscou, 2 set (EFE).- O presidente do Cazaquistão, Nursultan Nazarbayev, pediu hoje que o Ocidente e a Rússia renunciem às ameaças mútuas e resolvam as diferenças mediante negociações.

"Pedimos que os países ocidentais e a Rússia deixem de lado as ameaças mútuas e passem para as negociações", disse o governante.

Em um discurso no Parlamento, Nazarbayev lembrou que o Cazaquistão respaldou o plano para solucionar o conflito entre Rússia e Geórgia na Ossétia do Sul, proposto pelos presidentes russo, Dmitri Medvedev, e francês, Nicolas Sarkozy.

"O confronto entre povos no Cáucaso desembocou em uma nova tragédia sangrenta, e as conseqüências destes eventos podem ser muito dramáticas, e não apenas para a região do Cáucaso", advertiu.

Na véspera, a União Européia (UE) exigiu que a Rússia retire suas tropas da Geórgia e respeite a integridade territorial desse país.

Em uma cúpula extraordinária, os líderes europeus condenaram a "reação desproporcional" por parte de Moscou no conflito pela Ossétia do Sul.

"A solução do conflito deve se basear na independência e na integridade territorial da Geórgia, e não na política de fatos consumados", ressaltou Sarkozy, que exerce a Presidência rotativa da UE. EFE bsi/mh

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.