Cavalos da equipe de pólo venezuelana morreram de overdose nos EUA

Os 21 cavalos da equipe de pólo da Venezuela que disputava o aberto desse esporte nos Estados Unidos morreram por uma overdose de mineral de selênio em um suplemente vitamínico dado aos animais, revelou um exame realizado pelo Estado da Flórida.

AFP |

A equipe de pólo "Lechuza", de Caracas, devia jogar uma partida no último dia 20 no Aberto de Pólo dos Estados Unidos quando os cavalos começaram a mostrar sinais de que estavam passando mal. Em seguida, foram morrendo um a um.

"Quase com certeza devem ter se intoxicado com algo que consumiram", afirmou o veterinário da equipe, James Belden, na ocasião.

"Os sinais que os cavalos exibiam e sua rápida morte eram consistentes com doses tóxicas de selênio", afirmou Thomas J. Holt, veterinário responsável pelo informe do Departamento de Agricultura da Flórida.

A investigação agora tenta determinar se o caso foi um acidente ou um crime premeditado.

O selênio é um mineral essencial para o funcionamento das células animais e, empregado em pequenas quantidade, evita a fadiga muscular.

Os cavalos tinham entre 10 e 11 anos de idade e estavam avaliados em 100.000 dólares.

jco/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG